Resenha: Óleo de Abacate Ewé

Olá minhas crespinhas e crespinhos!

As pessoas sempre me perguntam o que uso no cabelo… Que xampu, creme, óleo etc. Então inicio aqui minha primeira resenha de um produto que venho usando e indico.

Como meu cabelo é crespo e cacheado, gosto de abusar bastante nos óleos, fazendo umectações e misturando na hidratação – falei sobre isto aqui. Dos que experimentei, gostei muito do Óleo de Abacate Ewé. A Ewé é uma linha de cosméticos criada por minha amiga farmacêutica Monaliza Soares. Ela preza pelo trabalho artesanal e a utilização de matéria-prima natural e orgânica. Uso muitos os produtos dela para cabelo, adoro e indico! Mas vamos lá:

oleo de abacate ewe

O quê: Óleo de Abacate Ewé

Para que serve: Um óleo orgânico e prensado a frio da polpa do fruto de abacate. Este óleo é a primeira escolha para fios que estão muito secos e ásperos, pois recupera a maciez. Este óleo de cor verde musgo possui muitas vitaminas e hormônios naturais auxiliando no crescimento saudável dos fios.

Quantidade no recepiente: 50ml

Como usar: O óleo pode ser usado na umectação ou misturado à hidratação.

Resultados: Usei das duas formas, mas a que eu mais gostei foi a mistura que fiz na hidratação (1 colher de sopa do óleo para cada duas colheres de hidratação). O resultado foi incrível porque deixou meu cabelo suuuuper macio, brilhoso e o melhor: definiu os cachos. Achei impressionante a definição dos cachos que o óleo proporcionou. Usei o produto em minha mãe e ela amou o resultado. Como o cabelo dela está em transição, seus cachos não ficam bem definidos, mas no dia que ela usou o óleo o resultado foi surpreendente. Este óleo traz resultados rápidos na primeira utilização e o day after é maravilhoso!

Resultado do cabelo após uso do Óleo de Abacate Ewé.

Indico ele principalmente para aqueles momentos em que seu cabelo está beeem ressecado e você já não sabe mais o que fazer.

Onde encontrar: Através do site (aqui) ou página no facebook (aqui), com envio via Correios para todo o Brasil e exterior.

Preço sugerido: R$20,20

*Este post não foi patrocinado.

Beijos encrespados ;*

lorena_morais_encrespando

Anúncios

Seu crespo está ressecado? Umectação é a solução!

Seu crespo anda ressecado, sem brilho e maciez? Os cabelos crespos e cacheados são naturalmente mais secos do que os lisos, porque a oleosidade produzida no couro cabeludo não consegue chegar até as pontas com facilidade, afinal, o caminho é longo (risos). Daí a importância da aplicação de óleos naturais e manteigas vegetais, em um processo que é chamado de umectação (humectação em outros países de língua portuguesa), mas também é conhecido como banho de óleo.

Os cabelos crespos são naturalmente mais secos e precisam de um cuidado especial. Imagem da internet.

Os cabelos crespos são naturalmente mais secos e precisam de um cuidado especial. Imagem da internet.

A palavra umectar tem origem latina e significa “umedecer, molhar, diluir”. O processo consiste em enluvar os fios capilares com óleo em todo o comprimento do cabelo, com massagens do couro cabeludo até as pontas. Essa é uma prática milenar entre as indianas e é conhecida como “método champi”, que é passada da mãe para filhas. Elas aplicam óleos e fazem massagens no couro cabeludo, que além de manter a oleosidade natural dos fios, ajuda também no crescimento dos cabelos.

“O óleo quando aplicado na cabeça é absorvido pelas raízes do cabelo, as quais por sua estão conectadas às fibras nervosas levando diretamente ao cérebro. O óleo fortalece o cabelo e reduz o ressecamento – que é responsável pelos cabelos quebradiços e problemas no couro cabeludo”, explica Om Shanti em seu livro “Massagem Ayurvédica (2011)”.

É preciso ter um cuidado especial na escolha do óleo para a umectação. A indicação são óleos de origem vegetal e natural, sem silicones e óleos minerais. Cuidados com aqueles óleos coloridos (e cheirosos) que são vendidos em farmácias, não são indicados! Compre somente em um lugar confiável,em casas de produtos naturais ou em estabelecimentos indicados por alguém que já testou ou então, faça você mesma (receita de óleo de coco virgem). Você pode escolher óleo de côco, abacate, cenoura, argan ou até mesmo o azeite de oliva extra virgem, utilizado na culinária.

Função dos óleos capilares

Os óleos aplicados na umectação devem ser vegetais e 100% naturais. Imagem da internet

Os óleos aplicados na umectação devem ser vegetais e 100% naturais. Imagem da internet

Existe ainda uma função para cada óleo nos cabelos e uma diferença entre óleos penetrantes e não penetrantes. De acordo com o Journal of Cosmetic Science, os óleos penetrantes são capazes penetrar no interior da haste do cabelo, por ter “uma elevada afinidade para proteínas do cabelo e por causa do seu baixo peso molecular”. A citar o óleo de coco, “mais eficaz para a umectação, por suas características de penetração e adesão às fibras capilares”, assim como o óleo de abacate e o azeite de oliva.

Óleos não penetrantes “não são capazes de penetrar os fios, mas ajudam a evitar o atrito em excesso de um fio com o outro, para que eles assim não se quebrem” e alem disso podem ter outras funções benéficas ao cabelo. Apresento abaixo a função de cada óleo nos cabelos.

Como fazer a umectação (ou banho de óleo)

A aplicação do óleo pode ser feita no cabelo sujo, antes do uso do xampu, desta forma o fio é protegido. Você aplica um pouco na mão e diretamente no couro cabeludo, fazendo massagens circulares com a ponta dos dedos (nunca com as unhas) em posições iguais por cerca de 10 minutos. A massagem deve ser feita em todo o couro cabeludo, depois deve ser estendida no resto do cabelo enluvando os fios, com o tempo e quantidade de óleo de julgar necessário.

Para que o óleo possa penetrar e realmente fazer efeito, é preciso que ele fique por um bom tempo nos cabelos. Você pode fazer a aplicação e dormir com o óleo no cabelo (com uma touca) ou então deixá-lo durante o dia, por no mínimo duas horas. Logo em seguida pode lavá-lo com o xampu e condicionador – como de costume.

A umectação também pode ser feita junto com a hidratação. Em uma vasilha separada, para cada colher de sopa (rasa) da máscara hidratante que você usar, aplique uma colher de sopa rasa de óleo. Misture e aplique nos cabelos (não esqueça de massagear) e enluvar – após lavá-lo com xampu – e deixe agir de 20 a 40 minutos. As dicas citadas acima têm como base a minha experiência com umectação.

Existem pessoas que fazem a umectação também com o cabelo úmido. O ideal é que você teste e encontre sua melhor experiência. Para um melhor resultado, o indicado é que você aqueça um pouco o óleo em banho maria, assim ajuda a abrir as cutículas e os nutrientes penetram mais facilmente.

Não esqueça que o princípio básico da umectação é a massagem capilar, que pode ser feita por outra pessoa (que deve ser maravilhoso) ou você mesma (se não tiver jeito! Risos). Veja abaixo um vídeo indiano que ensina como fazer a massagem ayurvédica no couro cabeludo:

A umectação pode ser aplicada em todos os tipos de cabelo, até os oleosos, porém com intensidade maior nas pontas. Como as meninas sempre perguntam o que eu uso, vou trazer em breve uma resenha de um óleo que uso para umectação que meu crespo adorou!

Veja abaixo a lista de óleos e como ele age em cada cabelo:

Óleo de abacate: Tem vitaminas que seu cabelo precisa, A,E,D e potássio e um alto teor de proteína. Leve e nutritivo para os cabelos, pode ser usado se você quiser um tratamento condicionador super profundo.

Òleo de Amêndoas: Serve para nutrição do cabelo, é facilmente absorvido pelo couro cabeludo.

Óleo de Andiroba: Cicatrizante e repelente. Deixa o cabelo sedoso e brilhoso.

Óleo de Argan: Hidrata, nutre, fortalece o cabelo, repara danificações e restaura o brilho.

Óleo de Babaçu: Penetra com rapidez pelos poros da pele, facilitanto a entrada de óleos essenciais e outros bioativos.

Óleo de Buriti: O Buriti contém a maior quantidade de Vitamina A natural dentre todos os frutos e vegetais já descobertos. Também é rico em vitamina E, C e antioxidantes. Hidrata, dá brilho, fortifica, amacia e alisa os cabelos.

Óleo de Cártamo: Ajuda a hidratar, nutrir e reestruturar o cabelo.

Óleo de cenoura: É rico em beta-caroteno, vitaminas A e E e provitamina A, equilibra a umidade da pele e hidrata os cabelos.

Óleo de côco: Excelente condicionador e também forcene as proteínas essenciais necessárias para o cabelo danificado, nutrindo e amaciando, além de melhorar as condições do couro cabeludo. Altamente recomendável para cabelos afro.

Óleo de Copaíba: Sua resina possui atividade emoliente anti-bacteriana e anti-inflamatória. Protege a cor dos cabelos tingidos, é emoliente e condicionador.

Óleo de Girassol: Evita o ressecamento do cabelo e as pontas duplas, hidrata, amacia e dá brilho.

Óleo de Jojoba: Grande aliado para o crescimento capilar, é ótimo para todos os tipos de cabelo e tem a capacidade de inibir a atividade em excesso de glândulas sebáceas, tornando a escolha perfeita para pessoas com couro cabeludo oleoso que ainda precisam de condicionamento.

Óleo de Linhaça: Hidratante, fortificante, dá brilho e diminui o frizz.

Óleo de Maracujá: É importante para manter o teor hídrico-lipídio da pele.

Óleo de Macadâmia: Age como anti-inflamatório natural, é viscoso e um ótimo hidratante capilar.

Óleo de Oliva Extra Virgem: Ótimo condicionador e controlador de caspa. O azeite contém antioxidantes, que mantém o couro cabeludo saudável. Fortalece e suaviza as cutículas do cabelo.

Óleo de Pracaxi: Controla a caspa e queda do cabelo. Promove ação condicionante ao cabelo úmido e seco, melhora a penteabilidade do cabelo e aumenta o brilho do cabelo seco.

Óleo de Palma ou Dendê: Rico em vitaminas A e E, seu teor de umidade proporciona hidratação profunda ao cabelo. Contém lipídios e gorduras saturadas que alimentam o eixo do cabelo, eliminando a secura. Não é recomendável para cabelos claro.

Óleo de Pequi: Rico em vitaminas A, C e E, em sais minerais, possui ação regeneradora da pele e dos cabelos danificados, nutrindo e hidratando.

Óleo de Rícino/Mamona: Óleo vegetal obtido a partir da mamona. Age como umectante, atraindo e retendo umidade para os cabelos.

Óleo de Semente de Uva: Óleo leve, com alto teor de vitaminas e minerais, contém vitamina E e esteroides e é um ótimo hidratante.

Fonte: Clube do Cabelo e Cia

Beijos encrespados,

lorena_morais_encrespando