Resenha: Creme de Pentear Mel e Dendê Ewé

Olá crespas e crespos,

Nunca mais postei uma resenha sobre os produtos que uso e gosto. Na verdade tenho uma relação de amor com os produtos da Ewé, que são cosméticos naturais produzidos artesanalmente. Já testei várias coisinhas e tenho na minha bagagem sabonetes corporais, xampus em barra, condicionador, perfume… Mas hoje a resenha será com o Creme de Pentear Mel e Dendê da Ewé.

mel.e.dende
DESCRIÇÃO DO PRODUTO PELO FABRICANTE

Um creme ultra hidratante para cabelos crespos, ressecados, danificados ou tingidos. O Dendê é rico em vitaminas, e protegem o cabelo do sol. O mel hidrata sem pesar. Um produto que ajuda a desembaraçar os fios, dando brilho e muita maciez.

Peso: 90g | Ingredientes: água, metossulfato de behentrimônio, manteiga de cupuaçu*, óleo de dendê, álcool cetílico, sorbitol, glicerina vegetal, extratos de cavalinha, mutamba, calêndula, camomila, umburana, calamo, mil folhas, linhaça, urtiga e aloe vera; mel quaternizado, pantenol, etilexilglicerina, caprylyl glycol, sorbato de potássio, ácido cítrico, oleoresina de alecrim, resina de benjoim, benzoato de sódio, óleos essenciais de laranja, patchouly, litsea cubeba e gerânio. (*ingrediente orgânico)

MINHA OPINIÃO

O Creme de Pentear Mel e Dendê Ewé é ideal para todos os tipos de cabelo, principalmente os crespos, que são naturalmente mais secos. Utilizei o creme após a lavagem, com o cabelo úmido. Dividi em mechas e apliquei o creme na palma da mão, fazendo a fitagem.

O creme tem uma consistência grossa e a aplicação depende muito do resultado que espera. Como gosto dos meus cachos mais leves, apliquei no cabelo bem úmido e deixei secar. O resultado foi um cabelo super hidratado e cachos super definidos. No #dayafter nem precisei reaplicar o creme, somente no terceiro dia. Como é ele é um pouco grosso, fiz uma misturinha com água filtrada, soro fisiológico, bepantol, Creme Mel e Dendê e apliquei com um borrifador. Ps.: Não gosto de aplicar creme de pentear todos os dias, afinal, não vejo necessidade.

DSC_0321

Textura do Creme de Pentear Mel e Dendê Ewé

Aaah, e o cheiro?! Aroma encantador! Quando aplico, a casa fica perfumada e na verdade, nem preciso de nenhum perfume corporal, porque o creme exala em seu corpo por si só.

É um produto que pode ser utilizado por todas as cacheados e cacheados e a turma do No Poo/Lo Pow, pasmem, ELE É LIBERADO! Não tem óleo mineral, silicone ou derivados de petróleo. Na verdade, a Ewé não utiliza esses componentes que geralmente encontramos nos cosméticos industriais. Foi através da Ewé que apostei no No Poo e hoje estou livre desses componentes!

Selecao

O Creme de Pentear Mel e Dendê Ewé não sai do meu necessaire e tem um preço super em conta. Apenas R$12. Pode ser utilizado até três meses após aberto. Você pode comprá-lo na loja virtual através do endereço eletrônico: <http://ewe.tanlup.com/>

Acompanhe também as novidades do facebook <https://www.facebook.com/pages/Ewé/296433477153657?fref=ts> e blog <http://herbalismoealquimia.blogspot.com.br/> da Ewé.

Tutorial de Turbante – Etnic Black

Oii crespas e crespos!

Nunca mais postei nada por aqui. Mas estava organizando as novidades para a Encrespando. Agora quem mora longe vai poder comprar com total conforto e escolher o turbante, lacinho ou camiseta da logomarca ideal para o seu estilo.

Enquanto isso segue tutorial fresquinho para vocês.

tutorial.de.turbante.encrespando.lorena.morais

Passo a passo descritivo:

Com um turbante de medida 150x50cm, fiz a volta na cabeça e alinhei as pontas. Em seguida amarrei com um nó para cima. Com o tecido que ficou na parte superior da amarração, fiz um rolinho e com o tecido da parte inferior, cobri o “rolinho” por cima da cabeça. O tecido restante coloquei por dentro da amarração e ajustei.

Turbante pronto para arrasar!

 

Produtos utilizados:
Turbante: Loja Encrespando (aguarde lancçamento)
Batom:  Make B Ameixa Leblon/ O Boticário
Brinco: Boutique de Krioula

 Beijos encrespados,

Lorena Morais

logo-encrespando

Receita: Hidratação capilar com amido de milho (maizena)

É sempre bom fazer novos experimentos para dar brilho e maciez ao seu crespo e cacheado. Esta receitinha é utilizada com o amido de milho, conhecido popularmente como “maizena”, e serve para todos os tipos de cabelo, mas principalmente os crespos/cacheados, que são naturalmente ressecados.

O amido de milho é o nome dado à farinha feita do milho. Utilizado na culinária como substituto da farinha de trigo ou para o preparo de cremes, o amido atua como espessante. Além de ser usado na gastronomia, o amido pode substituir cosméticos e ser utilizado em atividades domésticas (remover gorduras de roupas, mofo de livros, limpar janelas, etc). No tratamento capilar ele pode ser misturado à hidratação e também servir como xampu para os cabelos oleosos, pois diminui a oleosidade natural dos fios.

Testei no meu cabelo e amei o resultado! Segue abaixo minha receita e produtos que utilizei:

Ingredientes e produtos:

Hidratação de Maizena Xampu de Abacate Ewé
– 30 ml de Vinagre de Maçã
– 1 colher (sopa) de Amido de Milho (maizena)
– ½ colher (sopa) de Óleo de Abacate Ewé
– ½ colher (sopa) de Azeite Extra-Virgem
– 2 colheres (sopa) de Máscara Hidratante Pós Progressiva (Argan/Óleo de Cártamo/Queratina Vegetal) da Bioextratus
– Água
– Leave-in Água e Óleo de Coco da Salon Brazil

Modo de fazer: Para fazer a mistura na hidratação, iniciei colocando em uma panelinha meio copo de água com uma colher (de sopa) de amido de milho, em fogo baixo. É necessário mexer o tempo todo, para que a mistura não grude no fundo da panela ou crie bolinhas. Após criar uma consistência cremosa, desliguei o fogo e deixe esfriar. Logo em seguida peguei duas colheres (de sopa) do creme de hidratação, meia colher (sopa) do óleo de abacate e meia colher (sopa) de azeite extra-virgem. Misturei todos os ingredientes junto com a maizena já fria, até criar uma consistência homogênea.

Lavagem: Como uso xampus sem sulfato de sódio (não espumam) e produtos sem derivados do petróleo, inicio equilibrando o pH do meu cabelo. Molho ele todo com água corrente, em seguida pego 30ml de vinagre de maçã em 90ml de água natural e aplico em todo o cabelo, massageando a raiz. Aplico o xampu, massageio o couro cabeludo e retiro com água.

Concistência do amido de milho após ir ao fogo. O amido é misturado à hidratação.

Consistência do amido de milho após ir ao fogo. O amido é misturado à hidratação.

Aplicação da Hidratação: Divido o cabelo em mexas e inicio a aplicação começando de baixo. Aplico em cada mexa do cabelo, enluvando, desembaraçando e fazendo fitagem (técnica para cachear os cabelos). Em seguida espalho o restante da hidratação e massageio bem o couro cabeludo. Ponho a touca de alumínio e deixo a hidratação agir por 30 minutos. Obs.: A mistura pode ser feita com qualquer creme de hidratação de seu costume. A indicação de mistura de óleos capilares (coco, rícino) é para ajudar na hidratação e brilho. Algumas pessoas indicam na mistura o uso do “Bepantol líquido”, que ajuda a dar mais brilho e maciez às madeixas.

Finalização: Retirei a hidratação com água corrente e apliquei o condicionador apenas nas pontas do cabelo. Tirei o excesso de água com uma toalha, apenas apertando o cabelo de baixo para cima, dividi em mexas e iniciei a aplicação do leave-in através da técnica de fitagem. Deixei o cabelo secar naturalmente.

Resultado: O resultado da aplicação deixou meus cabelos super macios, com muito brilho, diminuiu o frizz e ativou os cachos. Indico para todas as crespas e crespos como uma rotina semanal ou mensal de hidratação capilar. Faz em casa e conte sua experiência. Meninas em transição, encrespe com o amido de milho!

Encrespando-Lorena-Morais

Fontes: Sites MulherxCabelos e Mulheres Bonitas

Beijos encrespados,

Lorena Morais

logo-encrespando

Também estamos no instagram: @souencrespando
Facebook: www.facebook.com/encrespandoseuafro
Conheça no loja virtual de turbantes!

Tutorial de Turbante Sofisticado

No final de semana tem aquela festa de família, jantar romântico, formatura ou um casamento para ir mas você não sabe mais o que fazer com seu cabelo ou quer uma produção diferente? O Encrespando preparou um novo tutorial fotográfico que traz uma amarração bem sofisticada e pode ser usada também em ocasiões mais formais.

Com esta coroa e a escolha de um tecido que destaque ainda mais sua beleza, seu look pode se transformar. Abaixo segue passo a passo descritivo da amarração.

tutorial_turbante_4_lorenamorais_encrespando

1. Pegue um tecido maleável. O tamanho depende do diâmetro da sua cabeça (sugestões de medidas: 70 x 180 cm ou 60 x 160 cm);

2. Coloque acima da sua cabeça, com os cabelos amarrados para trás, alinhando as pontas do tecido;

3. Puxe o tecido para a lateral, abaixo da orelha;

4. Cruze o tecido bem próximo a cabeça, apertando da melhor maneira;

5. Vá fazendo uma trança de dois e ajustando;

6. Trance até chegar ao final do tecido;

7. Puxe o tecido para trás – na nuca -, segure o início do trançado;

8. E vá passando pela altura da cabeça, como uma tiara;

9. Com as mãos ajuste a amarração;

10. Coloque a ponta que sobrou por dentro da amarração e…

11. A produção está pronta!

12. O detalhe cruzado da amarração dá um ar chique e sofisticado.

Gostaram? Você pode também readaptar a mesma amarração para outros estilos, como por exemplo com o cabelo amostra, veja nos exemplos abaixo.

turbantes-encrespando

Você também pode, ao invés de cruzar, torcer o tecido, como nas imagens abaixo. E, sim! Homens também podem usar esta amarração, ficam lindos!

turbantes-encrespando-fotos

 Agora é a sua vez! Não esqueça de mandar o resultado para a página Encrespando na rede social.

 

Créditos:

Fotos: Debora Melo

Edição: Lorena Morais

Modelos: Lorena Morais e Debora Melo

Produtos Utilizados:

Turbantes Encrespando

Máscara de Intenso Volume para cílios Super Shock Avon Cor Preta

Base HD Studio Foundation NYX cor 08 (Loja Herdeira da Beleza)

Corretivo Complete Coverage Concealer NYX (Loja Herdeira da Beleza)

Batom Soft Matte LipCream NYX Cor Antwerp (Loja Herdeira da Beleza)

 

Beijos encrespados!

lorena_morais_encrespando

Resenha: Óleo de Abacate Ewé

Olá minhas crespinhas e crespinhos!

As pessoas sempre me perguntam o que uso no cabelo… Que xampu, creme, óleo etc. Então inicio aqui minha primeira resenha de um produto que venho usando e indico.

Como meu cabelo é crespo e cacheado, gosto de abusar bastante nos óleos, fazendo umectações e misturando na hidratação – falei sobre isto aqui. Dos que experimentei, gostei muito do Óleo de Abacate Ewé. A Ewé é uma linha de cosméticos criada por minha amiga farmacêutica Monaliza Soares. Ela preza pelo trabalho artesanal e a utilização de matéria-prima natural e orgânica. Uso muitos os produtos dela para cabelo, adoro e indico! Mas vamos lá:

oleo de abacate ewe

O quê: Óleo de Abacate Ewé

Para que serve: Um óleo orgânico e prensado a frio da polpa do fruto de abacate. Este óleo é a primeira escolha para fios que estão muito secos e ásperos, pois recupera a maciez. Este óleo de cor verde musgo possui muitas vitaminas e hormônios naturais auxiliando no crescimento saudável dos fios.

Quantidade no recepiente: 50ml

Como usar: O óleo pode ser usado na umectação ou misturado à hidratação.

Resultados: Usei das duas formas, mas a que eu mais gostei foi a mistura que fiz na hidratação (1 colher de sopa do óleo para cada duas colheres de hidratação). O resultado foi incrível porque deixou meu cabelo suuuuper macio, brilhoso e o melhor: definiu os cachos. Achei impressionante a definição dos cachos que o óleo proporcionou. Usei o produto em minha mãe e ela amou o resultado. Como o cabelo dela está em transição, seus cachos não ficam bem definidos, mas no dia que ela usou o óleo o resultado foi surpreendente. Este óleo traz resultados rápidos na primeira utilização e o day after é maravilhoso!

Resultado do cabelo após uso do Óleo de Abacate Ewé.

Indico ele principalmente para aqueles momentos em que seu cabelo está beeem ressecado e você já não sabe mais o que fazer.

Onde encontrar: Através do site (aqui) ou página no facebook (aqui), com envio via Correios para todo o Brasil e exterior.

Preço sugerido: R$20,20

*Este post não foi patrocinado.

Beijos encrespados ;*

lorena_morais_encrespando

Tutorial Turbante Flor

Olá minhas crespinhas!

E aí, já preparam o look de carnaval? Como prometido, um tutorial do turbante flor, para você ser o centro das atenções e divar nos melhores dias da folia. É uma amarração bem simples e prática, que pode ser feita com um tecido bem maleável.  Segue abaixo o passo a passo explicativo:

turbante_flor_encrespando

1. Pegue um tecido grande e maleável. Dica: O meu é em algodão nas dimensões 180cmx70cm;

2. Dobre o tecido ao meio para o resultado ser melhor;

3. Ajuste-o na cabeça de uma forma que as pontas fiquem simétricas;

4. Dê um nó;

5. Cruze o tecido como se fosse uma trança de dois;

6. Cruze e ajuste, apertando-o;

7. Faça a trança de dois até o final;

8. Coloque o dedo no centro e vá ajustando a trança de forma circular;

9. A medida que for dando a volta no tecido, a flor vai se formando;

10. Ao final, coloque a ponta que sobrou entre por dentro do tecido;

11. Pronto, o turbante flor ficou pronto para você arrasar!

12. Detalhe da amarração.

A amarração pode ser feita em outros formatos e para todos os tipos de cabelo, basta usar a imaginação, veja imagens abaixo:

foto_turbante_flor_encrespando

foto_turbante_flor_2_encrespando

Tássio Santos do blog Herdeira da Beleza deu uma ajuda e gravou o passo a passo em um vídeo bem rápido. Ele também fala sobre maquiagem no carnaval para diferentes tons de pele que eu participei – clique aqui. A modelo Adriele, que está na primeia foto acima  (à esquerda) usou um turbante Encrespando.

Viram como é fácil? Então mãos à obra. Quem conseguir fazer não esquece mandar a foto para a página Encrespando no facebook.

Produto utilizado: Batom Avon Cereja Intenso

Beijos encrespados! ;*

lorena_morais_encrespando

Carta aberta a minha mãe: Você nunca foi culpada por negar meu crespo!

Meuri, minha mãe cacheada.

Meuri, minha mãe cacheada.

Poderia ter te culpado por ter feito uma escolha por mim. Poderia ter te culpado pelas vezes que sofri corte químico ou por quando me submeteu ao alisamento com ferro quente à beira do fogão. Poderia culpá-la pelo ardor e cheiro forte do alisante ou pela orelha queimada com o secador e/ou chapinha. Poderia culpá-la por evitar a raiz inchada e o volume do meu crespo. Mas não a culpo.

Não a culpo porque foi tão vítima quanto eu. Vítima porque sofreu o mesmo processo de repressão que sofri. Negação do cabelo crespo, do volume e dos cachos. O mesmo processo que passaram suas irmãs, mãe e avó. Elas aprenderam que o crespo é duro e não expressa boa aparência. Aprenderam que nunca seríamos bonitas, nem casaríamos ou ficaríamos empregadas com o nosso crespo. Aprenderam e nos ensinaram a querer ser iguais as sinhazinhas de cabelo liso. E nós acreditamos, mãe… nós fomos vítimas.

Hoje me sinto linda! Mesmo que ainda existam dias em que a senhora olhe para mim e diga algumas vezes que estou parecendo uma louca com este cabelo, mesmo que me peça para “relaxar” e “soltar os cachos” ou cortar as pontas loiras. Sinto-me linda quando acordo e me olho no espelho, quando recebo olhares curiosos ou de reprovação e até mesmo quando aquela moça diz que “pegaria uma tesoura e cortaria meu cabelo”.

Nosso crespo é lindo, mãe! Não precisamos de alisantes e nem chapinhas. Não precisamos de pouco volume e nem de creme escorrendo na testa. Precisamos nos amar como somos, sermos livres, crespas e cacheadas.

O antes, mãe com chapinha e o depois, toda cacheada e diva.

O antes, mãe com chapinha e o depois, toda cacheada e diva.

Nestes setes anos sem química, meu melhor presente não foram meus cachinhos dourados e nem os elogios que recebi. Meu melhor presente, mãe, foi chegar em casa e te ver linda e cheia de cachos. Foi vê-la chegar sorrindo por ter recebido elogio na feira, olhar-se no espelho e amassar os cachos com as mãos. Foi ver sua felicidade ao mostrar seus produtos “para cabelos cacheados”. Encontrá-la na rua cheia de volume (mesmo que não goste e que algumas pessoas falem) e ouvir todas as minhas amigas dizerem: “sua mãe está linda”.

Nunca te culpei e nem a culpo por negar meu crespo. Porque sabia que um dia também se libertaria e seria tão livre quanto eu. Hoje sou feliz ao dobro. Viva a liberdade de ser quem se é…